Brasileirão 2018: Odair atinge feito inédito no atual formato

O ​Inter chegou para lá de pressionado no Gre-Nal do dia 12 de maio, válido pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro. Uma derrota poderia causar a demissão do técnico Odair Hellmann. Só que, mesmo atuando na Arena, o time segurou o empate em 0 a 0 com o maior rival e deu início, ali, à maior sequência invicta do clube desde que a competição passou a ser disputada em pontos corridos e com 20 participantes.

Ricardo Nogueira/GettyImages
Odair Hellmann técnico do Internacional

O 2 a 2 com o Atlético/PR, nesta última quinta-feira, 19, em Curitiba, foi a nona partida seguida sem derrota. Neste período, o time derrotou Chapecoense, Corinthians, Vitória, Santos e Vasco. Além disso, ainda empatou com Sport/RE e São Paulo. Não é sempre que se consegue uma campanha de nove jogos invicto. Ainda mais com uma parada no meio (Copa do Mundo), em que pode se perder o ritmo”, destacou o vice-presidente de futebol Roberto Melo.

Até então, o Internacional havia ficado, no máximo, oito partidas seguidas sem perder. Em 2006, sob o comando de Abel Braga, o Colorado, que era campeão da Libertadores e se preparava para a disputa do Mundial de Clubes, ganhou de São Caetano, Fluminense, Ponte Preta, Juventude, Botafogo, Grêmio e Paraná, sem contar o empate com o Santos. Em 2013, com Dunga como técnico, foram seis empates (Grêmio, Atlético/PR, Botafogo, Atlético/MG, Goiás e Coritiba) e duas vitórias (Corinthians e Ponte Preta). Em 2005, quando o Brasileirão foi disputado por 22 equipes, o Inter de Muricy Ramalho chegou a ficar 12 jogos sem conhecer uma derrota sequer.

Nesta segunda-feira, (23) o Colorado encara o Ceará pela 14ª rodada no Estádio Beira-Rio.

Fonte: 90MIN